Automotivo

Caem exportações argentinas de carros

abr, 07, 2020 Postado porSylvia Schandert

Semana202016

Adefa, associação de fabricantes de veículos da Argentina, divulgou os números de produção e exportação de veículos do país no mês de março.   

Em março, a produção argentina de veículos foi de 19.164 unidades, 26,7% a menos que em fevereiro e 34,4% abaixo do recorde do mesmo mês do ano passado. 

O setor exportou 13.928 veículos, 23,1% a menos em relação ao mês anterior e 33,9% abaixo do volume registrado em março de 2019. 

Nas vendas no atacado, o setor automotivo como um todo vendeu 18.922 unidades à rede de concessionárias, volume 30,4% inferior ao desempenho do mês anterior, e contraiu 43,9% em relação a março do ano passado. 

No acumulado do primeiro trimestre, o setor alcançou 65.980 unidades produzidas (automóveis e utilitários), o que representou uma contração de 14% em relação às 76.692 unidades produzidas no mesmo período de 2019. 

“Diante da crise de saúde causada pelo COVID-19, a indústria e todos nós que fazemos parte, conscientes de proteger a saúde dos funcionários e da comunidade em geral, adotamos ações concretas para mitigar os efeitos da pandemia, ratificando nosso firme compromisso de a adoção de medidas de prevenção sanitária ”, explicou Gabriel López, presidente da ADEFA. 

Nesse contexto de responsabilidade e comprometimento, a interrupção total da atividade no setor coloca a indústria automotiva, que vinha enfrentando uma situação crítica há alguns anos e piorou significativamente, em uma posição que gera preocupação em toda a cadeia de valor. Por isso, desde o primeiro dia, várias medidas estão sendo analisadas em conjunto com o governo, a cadeia e outras entidades industriais, em busca de mecanismos para mitigar o impacto, priorizando a proteção do capital de giro e os elos mais sensíveis para gerar condições para que, uma vez levantada a medida preventiva e obrigatória de isolamento, seja possível retornar sem maiores obstáculos à atividade. 

No acumulado de janeiro a março, o setor exportou 40.734 veículos, ou seja, foi registrada uma queda de 15% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando 47.919 unidades foram embarcadas para diversos mercados. 

Por fim, em relação às vendas no atacado, o relatório mostra que, em março, o setor automotivo vendeu 18.922 unidades à rede de concessionárias, 30,4% a menos do que as entregas de fevereiro e 43,9% abaixo do volume para o mesmo mês do ano passado. 

Dessa forma, o acumulado do ano mostra que as vendas no atacado (para concessionárias) foram de 71.840 unidades, ou seja, 23,7% a menos em relação ao mesmo período de 2019 em que 94.150 veículos foram vendidos. 

O gráfico a seguir, feito com base nos dados da Adefa, mostra o comércio local e as exportações argentinas de automóveis a partir de janeiro de 2011: 

Fonte: Adefa 

Sharing is caring!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *